No jogo eleitoral do DF, apontam enxadristas na CLDF, no GDF, no Congresso e no Planalto

Alguns participantes do poder legislativo e executivo têm se posicionado no tabuleiro, outros perdendo o time

O presidente da Câmara Legislativa, o deputado Rafael Prudente, mantém um bom alinhamento com os deputados distritais da Casa, recentemente como governador em exercício por 04 dias, mostrou celeridade em ações importantes do GDF.

Em uma agenda positiva relâmpago, o jovem deputado liberou recursos para as administrações regionais, que são as bases dos distritais, reforçou o atendimento à saúde com a valorização do servidor, visitou obras, igrejas e o setor produtivo.

O GDF vem se atropelando um pouco com a vacinação, com o atraso de entrega das UPA’s, com o retardamento do atendimento social, com a morosidade dos processos de empenho e o atraso no cumprimento dos acordos na liberação dos recursos das emendas parlamentares, acertados com a aprovação da LDO-DF.

O Congresso perdeu o foco com o tema do aumento do Fundo Eleitoral e da aprovação da LDO Nacional, refletindo assim nos deputados federais e senadores do DF.

O Planalto se depara com crises constantes geradas pela CPI da Pandemia, pesquisas eleitorais, saúde do Presidente, pedidos de impeachment, fogo amigo e muito mais.

Não é fácil enfrentar pressões quando se precisa de tranquilidade para refletir nas estratégias do jogo eleitoral.

No enfrentamento para conciliar tudo isso estão os chefes dos poderes como Rafael Prudente da CLDF e Ibaneis do GDF, Reguffe, Izalcy e Leila do Senado, os 08 deputados federais que ora pensam em reeleição, ora em ascenção.

E Bolsonaro que, para não sofrer derrotas no Legislativo, precisa manter o alinhamento com o Centrão, onde na base do DF, possui duas deputadas federais, Celina Leão que articula no Congresso e Flávia Arruda no Planalto.

O jogo pré-eleitoral ao GDF continua, mesmo com os emparceiramentos ainda não tão claros e definidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui