Três regiões de Goiás deixam zona vermelha no mapa de risco

A atualização desta sexta-feira (30) do mapa de risco da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) tirou três regiões da zona vermelha

As regionais Nordeste I (Campos Belos), Entorno Norte (Formosa) e Estrada de Ferro (Catalão) não estão mais em situação de calamidade, conforme os critérios da pasta.

Agora, são sete regiões no pior cenário da epidemia de covid-19 em Goiás, conforme a SES-GO. Na semana passada, eram nove. Quem teve piora foi a regional São Patrício I (Ceres), que estava em situação crítica e agora está marcada em vermelho.

Seguem por mais uma semana em calamidade: Rio Vermelho (Itaberaí), Oeste I (Iporá), Oeste II (São Luís de Montes Belos), São Patrício II (Goianésia), Sudoeste II (Jataí) e Sul (Itumbiara).

Há oito regiões no cenário laranja, o intermediário. Além da Nordeste I e Estrada de Ferro, que evoluíram de calamidade para crítica, também estão nessa situação a Nordeste II (Posse), Central (Goiânia), Centro-Sul (Aparecida de Goiânia) e Sudoeste I (Rio Verde), que mantiveram o status.

As regiões Pireneus (Anápolis) e Serra da Mesa (Uruaçu) antes estavam em alerta e agora regrediram para a cor laranja.

No amarelo, há apenas três regionais, como na semana passada. Tratam-se da Entorno Norte (Formosa), antes em calamidade; Entorno Sul (Luziânia), na semana passada no cenário crítico; e Norte (Porangatu), que manteve o status.

Veja os índices Re de cada região

Central: 1,19
Centro-Sul: 1,73
Entorno Norte: 1,38
Entorno Sul: 1,41
Estrada de Ferro: 1,52
Nordeste I: 1,02
Nordeste II: 1,54
Norte: 0,53
Oeste I: 1,72
Oeste II: 1,43
Pireneus: 1,16
Rio Vermelho: 1,31
São Patrício I: 1,58
São Patrício II: 1,38
Serra da Mesa: 1,19
Sudoeste I: 0,95
Sudoeste II: 1,26
Sul: 1,55

Diário de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui