Chico Buarque processa Eduardo Leite por uso de seu nome

O cantor pede indenização de R$ 44mil

Por Rogério Cirino

Para o dia da independência o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), lançou um vídeo em suas redes sociais intitulado “Ninguém vai roubar as cores do Brasil”. O objetivo do vídeo era denunciar a polarização entre os nomes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), defendendo que as cores da bandeira do Brasil não pertencem a nenhum grupo político.

No vídeo, Leite se remede ao cantor de maneira pacidicadora, fala ele que as pessoas deveriam voltar a enxergar Chico Buarque e Sérgio Reis, antagonistas políticos, por suas “belezas musicais”,

Nós não precisamos pensar todos iguais para sermos todos o mesmo Brasil. Basta aceitar, respeitar, conversar com as nossas diferenças. Basta ver no Chico Buarque e no Sérgio Reis duas belezas musicais, e não só duas escolhas políticas. Basta lembrar que nós, assim como eles, somos todos brasileiros – fala o governador no vídeo.

Amizade a lá Lei Rouanet

Chico Buarque é um notório apoiador do Partido dos Trabalhadores (PT) e amigo pessoal do ex-presidente, e ex-presidiário, mas não ex-condenado,  Lula.

No processo Buarque alega que sua “imagem” foi usada indevidamente pelo político.

Rogério Cirino de Sá Ribeiro, goiano, 51 anos, casado, três filhos. Bacharel em Administração de Empresas pela UNIPLAC. Licenciado em História pela UPIS e MBA em Gestão de Projetos pela ESAD. Empresário do audiovisual desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui