Lira diz que tratar de alterações na lei do impeachment ‘foge do escopo’ do relatório da CPI

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse nesta quarta-feira, 15, que alterações na Lei do Impeachment “fogem do escopo” do relatório da CPI da Covid-19.

A declaração ocorreu após Renan Calheiros (MDB-AL), relator da comissão, afirmar que pretende incluir no parecer final uma proposta que estabeleça prazo para o presidente da Câmara julgar os processos.

“Acho que foge do escopo da CPI tratar de um assunto que é constitucional”, declarou Lira. “Sugestão todo parlamentar pode fazer, projetos todos podem fazer. Mas eu não ousaria querer alterar daqui o regimento para o presidente do Senado ter de alterar o rito do impeachment de ministros do Supremo”, completou.

Mesmo que Calheiros sugira mudanças na Lei do Impeachment, a aprovação depende do Congresso Nacional. Lira afirmou, no entanto, que não acredita que as alterações sejam “o sentimento” das duas Casas.

Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui