Prêmio Nobel da Paz vai para os jornalistas Maria Ressa e Dmitry Muratov

Academia diz que eles foram escolhidos “pelo esforço para proteger a liberdade de expressão”

O prêmio Nobel da Paz  deste ano foi para os jornalistas Maria Ressa, das Filipinas, e Dmitry Andreyevich Muratov, da (Rússia. Segundo o comitê responsável pelo prêmio, a escolha se deu “pelo esforço para proteger a liberdade de expressão, o que é uma pré-condição para democracia”.

O anúncio também acrescentou que eles “são representantes de todos os jornalistas que defendem este ideal em um mundo em que a democracia e a liberdade de imprensa enfrentam condições cada vez mais adversas”.

“O jornalismo livre, independente e baseado em fatos serve para proteger contra abusos de poder, mentiras e propaganda de guerra”, enfatizou o documentos emitido pela Fundação Nobel. “O Comitê está convencido de que a liberdade de expressão e a liberdade de informação ajudam a garantir um público informado. Estes direitos são pré-requisitos cruciais para a democracia e proteção contra a guerra e os conflitos.”
Dmitry Muratov (esq) e Maria Ressa (dir)
“A atribuição do Prêmio Nobel da Paz a Maria Ressa e Dmitry Muratov tem o objetivo de ressaltar a importância de proteger e defender estes direitos fundamentais”, ressaltou o anúncio. “Sem liberdade de expressão e liberdade de imprensa, será difícil promover com sucesso a fraternidade entre as nações, o desarmamento e uma ordem mundial melhor para ter sucesso em nosso tempo. A atribuição deste ano do Prêmio Nobel da Paz está, portanto, firmemente ancorada nas disposições da vontade de Alfred Nobel”, explicaram os organizadores do prêmio.

Ressa é co-fundadora do site de notícias Rappler. Ela recebeu elogios por “expor o abuso de poder, o uso da violência e o crescente autoritarismo em seu país natal, as Filipinas”. Já Muratov foi um dos fundores do jornal independente Novaja Gazeta, sendo editor-chefe da publicação por 24 anos. Apesar das condições desafiadoras, ele sempre defendeu a liberdade de expressão na Rússia.

Diplomacia Business considera a escolha bastante significativa pelo momento que o mundo vive, uma vez que ela representa liberdade de expressão, independência de pensamento e apego aos fatos, valores compartilhados por este site.

Jarbas Aragão, Diplomacia Business

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui