Dê a preferência, “Sob Velha Direção” na Câmara Federal

Ensaiam para isso: Agaciel Maia, Alberto Fraga, Roberto Policarpo, Paulo Octávio, Rodrigo Rollemberg e Tadeu Filipelli

O deputado distrital Agaciel Maia (PL) trabalhou por 25 anos no Senado, respeitado mais que alguns deputados e senadores de mandato, seu sonho foi sempre retornar ao Congresso. Agora, sua chance aumentou com a futura filiação do presidente Bolsonaro na mesma legenda, mas a aposta ainda será a disputa para Câmara Federal.
Alberto Fraga ocupou uma cadeira na Câmara Federal por quatro mandatos. Nas eleições de 2014 foi o deputado federal mais bem votado do DF, com 155.056 votos e na eleição passada tentou uma candidatura ao GDF não obtendo êxito. Hoje, Fraga não quer se arriscar a ficar sem mandato, uma vez que seu partido o DEM vai se fundir com o PSL, mudar para União Brasil44 e precisa aumentar sua bancada no Congresso Nacional.
O empresário Paulo Octávio, antes de ganhar como vice governador e senador, foi eleito duas vezes deputado federal em 1990 e 1998. É um político muito experiente e, como presidente do PSD-DF, está ensaiando apoiar a candidatura de Rodrigo Pacheco ao Planalto com a ideia de seguir os passos de JK, avó de sua esposa Cristina Kubistchek e voltar ao Congresso Nacional como senador, mas há aposta, mesmo que remota, que ele virá à Federal.
O ex-deputado federal Roberto Policarpo está muito animado com o cenário de Lula para presidente e, na semana passada, as correntes do PT-DF se reuniram para alinhar o palanque no DF e valorizar os veteranos do partido, inclusive apoiando seu nome para a Câmara Federal.
O ex-governador Rodrigo Rollemberg já passou pela Câmara Federal, em 2006-2010, logo depois foi eleito senador pelo PSB-DF. Atualmente está formando um grupo para dar base ao seu retorno para ao Congresso, onde foi funcionário de carreira do Senado por mais de 30 anos. Alguns até apostam que ele vai reiniciar à carreira como Deputado Distrital.
O presidente de honra do MDB-DF, o ex-deputado federal de três mandatos pelo antigo PMDB, Tadeu Filipelli, que também foi vice governador do DF, está se articulando para voltar à Câmara Federal, uma vez que na eleição passada ficou na primeira suplência e chegou a assumir algum período na gestão atual. Há comentários que o MDB quer que se candidate à Câmara Legislativa, cargo que já exerceu no passado.
Ainda há outros nomes que querem voltar ao Congresso como o ex-senador Cristóvão Buarque (Cidadania), os ex-deputados federais Augusto Carvalho (Solidariedade), Wasny de Roure (PDT) e Luiz Pitimam (PSDB).

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

2 COMENTÁRIOS

  1. Irônico esse título, Hélio.

    Mas carregado de simbolismo.

    Na prática todos eles pouco ou nada fizeram pelo DF quando eleitos.

    Eu mesmo, conhecendo todos eles, não tenho nada a acrescentar às pretenções de retornarem ao parlamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui