Brasília Iluminada chega à segunda edição

Projeto terá 415.770 m² de área enfeitada para visitação gratuita de 22 de dezembro a 20 de janeiro e vai gerar 6,8 mil empregos

A abertura será na próxima quarta-feira (22). No mesmo dia, o governo entrega a Praça do Buriti, que passou por reforma e recuperação das fontesApós o sucesso no ano passado, o projeto Brasília Iluminada está de volta. A segunda edição terá início em 22 de dezembro, quando será lançada a infraestrutura de 415.770 metros quadrados de área enfeitada que vai se estender do Congresso Nacional, na Esplanada dos Ministérios, até a Igreja Rainha da Paz, no Eixo Monumental. Pelo segundo ano, será implementado um modelo de gestão sustentável de todo o evento, em acordo com a certificação ISO 20.121.

Serão 30 dias de arte, magia e luz para o brasiliense celebrar as festas de fim de ano em um evento gratuito, contemplativo, com programação cultural e ações sociais. O projeto foi anunciado na tarde desta quinta-feira (16) pelo secretário de Economia, André Clemente, durante coletiva de imprensa no Salão Branco, do Palácio do Buriti. Segundo ele, a iniciativa do GDF vai reunir esforços de vários órgãos.

Em 2021, o Brasília Iluminada será maior, resultado da boa repercussão da primeira edição. “Neste ano, haverá a maior densidade de ornamentação, o que gerará mais pontos de visitação do público”, avalia André Clemente. “Não é só uma colocação de lâmpadas, mas uma decoração de Natal contemplativa e que permite o acesso de toda a população”, completa.

Serão gerados 6.800 postos diretos de trabalho. “Alcançamos uma parcela que sofreu muito na pandemia: a área de eventos. Montadores, eletricistas, engenheiros, seguranças, limpeza. Toda essa cadeia será alimentada. Não só eventos, mas cultura também”, comenta.

Mais de 500 artistas locais se apresentarão no palco do point cultural do Brasília Iluminada, o Céu de Brasília Cultural. O espaço terá montagem de tablados para o público assistir aos shows. Eles serão demarcados assegurando o distanciamento e a segurança dos visitantes.

Está confirmada a participação de 60 artesãos em rodízio a cada sete dias no Espaço Artesanato. Além disso, o GDF contratou o Serviço da Associação de Catadores de materiais recicláveis para coleta, triagem e destino correto dos resíduos recicláveis gerados no evento, e 40 costureiras da Associação Mãos que Criam, da Cidade Estrutural. Elas produzirão 600 mochilas a partir do aproveitamento das lonas do evento, que serão doadas para alunos de escolas públicas.

Brasília Iluminada em números

– 30 dias de evento
– 4 milhões de pixels de LED
– Árvore de Natal com 32 metros de altura
– 500 km de cabo de força e inteligência

Adriana Izel; Débora Cronemberger, Agência Brasília

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui