EUA colocam 8,5 mil soldados em alerta em caso de guerra na Europa

Soldados americanos em exercício realizado na Polônia em Julho de 2017. Imagen: AFP

Movimentação é resposta ao aumento de tropas russas na fronteira com a Ucrânia e estaram à disposição da OTAN em caso de invasão

Por Hélio Rosa*

Americanos colocaram nesta segunda-feira mais de 8,5 mil soldados em alerta e seriam o primeiro grupo de resposta a ser mandado à Europa em caso de solicitação de reforço pela  Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

A Ucrânia não faz partre da organização, o que, em tese, não obriga os americanos a retalhar. Porém, aliados, Washigton e Kiev acreditam que os movimentos russos evidenciam a invazão iminente.

Em coletiva o porta-voz do Pentágono John Kirby afirmou que a maior parte dos 8,5 mil soldados dos EUA recebeu notificação com ordens de prontidão, eles engrossariam as fileiras de uma força de resposta rápida da Otan, caso a organização os convoque para o serviço.

Porém enfatizou que as ordens são de para ‘prontidão’:

“Hoje, não estamos falando sobre ordens de mobilização de tropas. Não temos ordens de mobilização.” dsse Kirby.

A Força de Resposta da Otan (NRF) é uma força multinacional de alta prontidão e tecnologicamente avançada que a aliança pode alocar rapidamente.

*Com informações da Reuters

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui