Milhares de caminhoneiros canadenses protestam contra exigência de vacina para cruzar fronteira

A exigência se dá para motoristas que realizem viagens para os Estados Unidos.

Por Blog do Caminhoneiro

Um comboio estimado em mais de 10 mil caminhões e outros veículos está circulando pelo Canadá, com milhares de caminhoneiros protestando contra a exigência da vacina contra a Covid-19.

No mercado de transportes canadense, cerca de 160 mil trabalhadores cruzam a fronteira entre Canadá e Estados Unidos com frequência, e a exigência de vacinas poderá retirar até 32 mil motoristas que não se vacinaram das estradas.

A exigência da vacina foi iniciada em 15 de janeiro, com um decreto governamental. Os caminhoneiros não vacinados precisarão fazer testes e ficar em quarentena, o que inviabiliza a maioria das operações de transporte.

Uma campanha de arrecadação para o movimento já chegou aos 5,5 milhões de dólares canadenses, cerca de R$ 23 milhões, que devem ser usados para custear combustível e hospedagem para os envolvidos nos protestos.

Os protestos podem aumentar a inflação canadense, que já é a maior em três décadas, afetando o transporte em todo o país. Anualmente, mais de US$ 650 bilhões são movimentados em caminhões no Canadá.

Rogério Cirino de Sá Ribeiro, goiano, 51 anos, casado, três filhos. Bacharel em Administração de Empresas pela UNIPLAC. Licenciado em História pela UPIS e MBA em Gestão de Projetos pela ESAD. Empresário do audiovisual desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui