Palmeiras vence Al Ahly e se garante na final do Mundial de Clubes

Meias Dudu e Raphael Veiga brilham e garantem o triunfo por 2 a 0

 Por Agência Brasil – Rio de Janeiro

O Palmeiras é o primeiro finalista da disputa de título do Mundial de Clubes no próximo sábado (12) em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos). Em noite inspirada dos meias  Dudu (camisa 7) e Raphael Veiga (23), o time brasileiro estreou com vitória por 2 a 0 sobre o Al Ahly (Egito). O adversário na final será conhecido nesta quarta (9): será o vencedor do embate entre Chelsea (Inglaterra) e Al Hilal (Arábia Saudita), às 13h 30 (horário de Brasília), no estádio Mohammed Bin Zayed. 

Na volta do intervalo, bastaram três minutos em campo para Dudu ampliar para o Verdão. A jogada começou no meio de campo, com Piquerez lançando para Matheus Veiga marcar um golaço.  Após sofrer o segundo gol, o time egípicio botou pressão, e chegou a diminuir aos 26 minutos: Mohamed chutou de fora da área, Weverton afastou, mas a bola caiu nos pés do atacante Sherif que mandou para o fundo da rede. No entanto, houve intervenção do VAR, e o gol foi anulado por impedimento de Sherif.

E o VAR entrou novamente em ação aos 34 minutos, após carrinho por trás do zagueiro Ayman Ashraf para parar Rony. O juíz de campo chegou a dar cartão amarelo para o defensor egípcio, mas após a consulta das imagens do lance, decidiu pela expulsão do zagueiro. Mesmo com dez em campo, o Al Ahly ainda tentou diminuir. Já nos minutos finais, Weverton fechou o gol em um chute de Hany, depois Sherif mandou uma bomba no travessão, mas a noite era mesmo do Verdão comandado pelo técnico português Abel Ferreira.

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui