Léo Picon para Maíra Cardi: “Caraca, a Jade vai ser presa, véi! Vai ficar a Jade e o Monark um do lado do outro”

Durante uma live, o irmão da Jade Picon, Léo Picon, foi surpreendido pela esposa do Arthur Aguiar e ex-BBB Maíra Cardi. Maíra estava revolts após a equipe da Jade ter compartilhado em suas redes sociais uma série de publicações que acusava o alecrim dourado de cometer gaslighting e por isso, Maíra iria mover uma ação judicial contra a participante do reality.

Gaslighting, em tradução para o português, é uma forma de manipulação onde parte da realidade é distorcida para confundir a vítima. Na madrugada, a coach “invadiu” a live feita por Leo Picon para” alertar” sobre a postagem, já que não conseguiu entrar em contato com a equipe da influenciadora, como foi recomendada por sua advogada.

“Você acusar uma pessoa de doença de doença psíquica é crime. No caso dela, ela teria cometido dois, por também ter quebrado o contrato com o Big Brother Brasil”, disse Maíra.

Veja também:

 

Leo atendeu ao pedido de Maíra, e alertou a equipe sobre o post, que foi apagado rapidamente. Com o retorno do irmão da participante, Maíra desistiu do processo, mas pediu atenção nesses casos.

“A Jade, que está lá dentro, não tem culpa e nem conhecimento, ela não sabe. Mas quando ela estivesse aqui fora, ela teria cometido um crime. Uma coisa é o jogo, outra coisa é aqui fora, e a internet não é terra sem lei. Isso é muito grave”.

Muito mais do que isso, Léo tirou onda com a situação e disse em tom de deboche que a sua irmã seria presa e ficaria junto com o Monark. Maíra disse que gosta do jeito do rapaz de levar a vida e tentou não ficar por baixo. Veja o vídeo abaixo.

O texto republicado pela equipe de Jade foi escrito pela psicanalista Manuela Xavier. No título, “Jade que corre com lobos”, uma referência ao animal escolhido pela jovem em uma dinâmica durante seu primeiro dia de jogo.

Na publicação, a psicanalista fala sobre o fato de Jade ter perdido 200 mil seguidores após indicar Arthur ao paredão e sobre ela não ter conseguido o apoio das mulheres fora do programa para concretizar seu desejo de líder de ‘Fora Arthur’.

“Existem crimes muito graves que não podem ser cometidos. Além da equipe da Jade ter cometido um crime muito grave, ela ainda invocou mulheres, chamando as feministas à favor dela, como se essa doença inventada fosse real. Não vou nem dizer que isso foi jogo baixo, foi crime”, desabafou Maíra.

Abaixo a publicação recuperada

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui