Chanceler alemão viaja à Ucrânia e avia Rússia: sanções serão imediatas

Olaf Scholz em enconto com Joe Biden - Imagem: cepa.org

Olaf Scholz deve se encontrar nesta segunda-feira (14) com o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy.

Por Hélio Rosa*

O alerta foi dado por Scholz neste domingo (13). O alemão alertou que em caso de invasão russa à Ucrânia as reações serão duras. Na sequencia o alemão se encontra na terça-feira com Vladmir Putin.

“Um acordo militar contra a Ucrânia que coloque em risco sua integridade territorial e soberania resultará em duras reações e sanções que preparamos cuidadosamente e que podemos colocar em vigor imediatamente, junto com nossos aliados na Europa e na Otan”, disse Scholz à repórteres.

Segundo fontes disseram à rede americana CNN, apesar do esforço pela negociação, Berlim não espera resultados concretos dos encontros.

“O chanceler deixará claro que qualquer ataque à Ucrânia terá consequências pesadas. E que não se deve subestimar a unidade entre a União Europeia, Estados Unidos e Grã-Bretanha”, disse a fonte do governo alemão à CNN.

Americanos em alerta

Os Estados Unidos voltaram a alertar que segunda informações de seu serviço de inteligência a Rússia poderia invadir a Ucrânia a qualquer momento.

Por outro lado o Kremilin nega e diz que as movimentações de tropas são uma resposta defensiva aos planos da OTAN de integrar o país do Leste Europeu ao seu grupo.

*Com Informações da CNN

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui