Galã das novelas da Globo é encontrado morto em seu apartamento, corpo já estava putrificado

Na última sexta-feira (25), o ator José Carlos Sanches, considerado galã naa Globo nos anos 80, foi encontrado morto em seu apartamento em Copacabana, no Rio de Janeiro. Policiais adentraram a residência do artista, onde foi encontrado o corpo próximo a carteira da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) dele. Ainda será realizado o exame de papiloscopia, procedimento de identificação a partir das digitais de mãos e pés. As informações são do site NaTelinha.

O ator deve ter falecido há pelo menos quatro dias, por conta do estágio avançado de putrefação do corpo. Nenhum parente do ator ainda foi encontrado para dar prosseguimento ao funeral do artista, correndo o risco dele ser enterrado como indigente.

Nas redes sociais, José vivia postando diariamente paisagens e mensagens positivas. Contudo, a última publicação foi há cinco dias. “O universo vai dar um jeito de te devolver tudo o que você emite. Espero que isso não te assuste”, compartilhou como última mensagem no Instagram. O NaTelinha tentou contato com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, mas ninguém atendeu as nossas ligações.

Veja também:

José Carlos Sanches era considerado um galã na Globo

José Carlos Sanches estreou na Globo em 1980, na novela Água Viva. Considerado galã em sua geração, chamava atenção pelos olhos azuis e sua atuação na tela. Ao longo dos anos, esteve no elenco de muitas novelas da Globo, como Tititi (1985), Que Rei Sou Eu? (1989) e Por Amor (1997), além de Amor com Amor se Paga (1984), atualmente reprisada pelo Canal Viva.
O último trabalho de José Carlos na televisão foi uma participação especial na série Afinal, o Que Querem as Mulheres?, em 2010. Atualmente, além de seu ofício como ator, ele também desempenhava

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui