Com saída de piloto russo Enzo Fittipaldi deve fanhar vaga na F1

A invasão russa à Ucrânia fez uma ‘vítima’ inesperada na Fórmula 1: o piloto Nikita Mazepin, sorte dos brasileiros

Por Rogério Cirino

A temporada 2022 de Fórmula 1 esta prestes a começar e uma notícia controverssa, mas boa para os brasileiros, agitou o circo nos últimos dias: com o cancelamento do GP da Rússia e o banimento dos patrocinadores do país, a equipe Haas perdeu seu principal patrocinador e não tem mais a obrigação de sustentar o ‘piloto’ russo na escuderia.

O substituto ‘natural’ é o piloto de testes da equipe, o neto do bicampeão de Emerson Fittipaldi, Pietro Fitipaldi.

A troca é dada como certa por vários sites especializados na europa, e a equipe não nega. Inclusive usou a foto do carro de Fittipaldi para ilustrar sua chegada ao Bahrein, local do primeiro GP do ano.

Pietro Fittipaldi deve assumir o monoposto da Haas. Foto: Equipe Haas

 

Boa Sorte Pietro!

 

 

Veja também:

Rogério Cirino de Sá Ribeiro, goiano, 51 anos, casado, três filhos. Bacharel em Administração de Empresas pela UNIPLAC. Licenciado em História pela UPIS e MBA em Gestão de Projetos pela ESAD. Empresário do audiovisual desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui