Novos ataques russos frustram segunda tentativa de retirada de civis de Mariupol

Anton Gershchenko, assessor do Ministério do Interior da Ucrânia, disse que tropas invasoras quebraram novamente o acordo estabelecido na quinta-feira (3)

R7

Ataques das forças russas interromperam os planos de evacuação de civis da cidade de Mariupol, no sudeste da Ucrânia, disse neste domingo (6) Anton Gershchenko, assessor do Ministério do Interior do país.

O anúncio da paralisação dos corredores foi confirmado pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha, que abriu a passagem mais cedo.

“A segunda tentativa de um corredor humanitário para civis em Mariupol terminou novamente com bombardeios dos russos”, afirmou Gershchenko no Telegram. Ele também postou um vídeo do Regimento Azov da Guarda Nacional, que conta que “os ocupantes quebraram o acordo sobre a abertura de um corredor humanitário para cerca de 200 mil civis pela segunda vez”.

A criação dos corredores humanitários para retirar os moradores das áreas em conflito foi estabelecida na reunião de representantes de Rússia e Ucrânia em Belarus, na quinta-feira (3)

Rogério Cirino de Sá Ribeiro, goiano, 51 anos, casado, três filhos. Bacharel em Administração de Empresas pela UNIPLAC. Licenciado em História pela UPIS e MBA em Gestão de Projetos pela ESAD. Empresário do audiovisual desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui