Reunião da CAF conclui apreciação das emendas da Luos

Comissão de Assuntos Fundiários, presidida pelo deputado Claudio Abrantes, analisou 145 emendas. 72 foram entregues após votação do PLC na CAF, em junho de 2021

A Comissão de Assuntos Fundiários da Câmara Legislativa do Distrito Federal, presidida pelo deputado Claudio Abrantes (PDT), analisou as emendas apresentadas ao Projeto de Lei Complementar 69/2020, que altera a Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS). O segundo parecer, relativo às emendas, foi aprovado por unanimidade na comissão.

Nesta quarta-feira (23/3), em reunião extraordinária, a CAF apreciou as emendas remanescentes. Ao todo, foram analisadas 145 emendas, das quais 72 foram protocoladas depois da votação do projeto na CAF, na reunião do dia 23 de junho de 2021. As outras 73 foram recebidas até a terça-feira (22/3), último dia para apresentação das alterações ao PLC, conforme acordo feito entre os parlamentares.

Nesta etapa foram aprovadas 11 emendas; 35 foram rejeitadas; 2 foram prejudicadas, e 24 retiradas. “Como não podia deixar de ser, a análise da CAF foi feita sob critérios técnicos, dentro da legalidade e com base no Conselho de Planejamento Urbano do DF (CONPLAN). “Inclusive, fizemos questão de não emitir parecer em Plenário dada a complexidade da matéria e das emendas”, disse Claudio Abrantes.

O posicionamento do presidente da CAF foi de fundamental importância para o bom andamento da sessão plenária da terça-feira (22/3), uma vez que a Ordem do Dia foi desobstruída para a viabilização da apreciação de outras matérias.

“Fizemos a leitura de todas as emendas. Agradeço a todos os meus colegas de CAF. Seguiremos acompanhando o projeto com todo o cuidado, para que tenhamos uma redação final de acordo com o que estamos votando hoje”, destacou Claudio Abrantes.

A Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos) define as regras para a ocupação dos lotes da área urbana consolidada de todas as cidades do Distrito Federal, exceto a área tombada. A legislação disciplina, por exemplo, que área de construção as edificações podem ter, além dos usos e atividades, tais como residencial, comercial, prestação de serviços, industrial e institucional. Dada a natureza da LUOS, a Comissão de Assuntos Fundiários é considerada a comissão de mérito da matéria.

Além de Claudio Abrantes, participaram da reunião os deputados Hermeto (MDB), Arlete Sampaio (PT), Eduardo Pedrosa (Democratas) e Jorge Vianna (Podemos), que foram unânimes ao reconhecer o esmero técnico do relatório da CAF.

Ascom, Deputado Distrital Claudio Abrantes (PDT) – Presidente da Comissão de Assuntos Fundiários (CAF) da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF)

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui