Deputados criticam governo por ter deixado categorias sem reajuste

Chico Vigilante lamentou não ser possível contemplar os servidores de nível médio da Secretaria de Educação devido a restrições da legislação eleitoral

Eder Wen – Agência CLDF

A exclusão de algumas categorias de servidores no pacote de reajustes aprovado na semana passada pela Câmara Legislativa foi criticada na sessão ordinária desta terça-feira (05). O deputado Chico Vigilante (PT) lembrou que “alguns trabalhadores não receberam nada, como o pessoal de nível médio da Secretaria de Educação”. O distrital lamentou não ser mais possível contemplar a categoria neste ano por causa do limite imposto pela legislação eleitoral, mas ressaltou que “o governador assumiu o compromisso de inserir a reestruturação da carreira desses servidores na Lei de Diretrizes Orçamentárias e na Lei Orçamentária Anual”.

O deputado Jorge Vianna (PSD) expressou insatisfação com o governo na busca de uma solução para a categoria.

“Havia uma promessa do governador de receber os sindicatos de nível médio. Tive uma reunião com o secretário de Economia, que me recebeu com cara de paisagem. Simplesmente disse que não tinha dinheiro para atender os servidores. Ora, o papel dele é no mínimo tentar encontrar uma solução. Foi um descaso total com este parlamentar e com o sindicato. Os servidores de nível médio não receberam nada e ainda são tratados dessa maneira pelo secretário”, criticou.

João Cardoso (Avante), por sua vez, comentou o envio de um projeto que atenderia a carreira de assistência à educação. “Na semana passada o governador decidiu não enviar o projeto dos assistentes, mas já havia um outro projeto paralelo sendo discutido na Secretaria de Educação. Tomei conhecimento que esse projeto acaba de chegar. Ele não tem impacto financeiro, dispõe somente sobre uma mudança na nomenclatura dos cargos”, informou Cardoso.

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui