Mulheres na política: AGIR36 investe na representatividade feminina na corrida à CLDF

Aristides Campos, Bispo Weldo, Rogério do Arapoanga e Robson Eleutério| Foto: Montagem das Redes Sociais

O time de mulheres do partido soma mais de 50 mil votos testados nas urnas nas últimas eleições

O fortalecimento da presença feminina na política é uma das apostas do AGIR36, antigo Partido Trabalhista Cristão (PTC), na corrida eleitoral para a Câmara Legislativa do Distrito Federal. A sigla, que já conta com a força da deputada distrital Jaqueline Silva, está em intensas articulações para formação de nominata com ampla representatividade feminina.

O AGIR36 encabeça uma das mais fortes chapas femininas do DF, com mais de 50 mil votos em mulheres provados em urna. Pela história, experiência e relacionamento das pré-candidatas, o partido espera ser a principal opção de votos do eleitorado feminino do DF. Muito provavelmente será o único partido a não se limitar ao mínimo de mulheres na chapa, que hoje é de 30%.

A chapa feminina do AGIR36 conta com a popularidade de Karina Barbosa, presidente do Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF; Tia Nair, que já foi administradora do Varjão e obteve quase 5 mil votos em 2018, além da Delegada Jane Klébia, figura ilustre da segurança pública do DF e com forte presença nas redes sociais.

Outros nomes de grande destaque são da Conselheira Tutelar Samara Brito que teve quase 2 mil votos em 2018, Vânia Gurgel, ex-administradora da Cidade Estrutural e com um número expressivo de quase 5 mil votos na última eleição, e Renata D’Aguiar, que em 2018 obteve quase 4 mil votos e passou os últimos 04 anos intensificando seu trabalho político e social.

A nominata que está em formação no momento tem ainda nomes como a conselheira tutelar da Estrutural, Elisangela Almeida, que defende, além dos direitos da criança e do adolescente, melhores condições de trabalho para agentes de reciclagem; Emy Leitão, contadora do Sol Nascente, evangélica, negra, fortemente envolvida com setor produtivo; Bruna Augusta, nordestina, conquistou mais de mil votos na eleição de 2018; Cris Santos, empresária de sucesso da Ceilândia, com vasto relacionamento em toda a cidade e proprietária do famosos empreendimento Telebar.

Completam o time de mulheres do AGIR; Cleide Argenta, influenciadora digital de Águas Claras; Dra Sula, advogada e empresária de Planaltina; Lilian Andrade, representando a juventude brasiliense e Maria Souza representando o Setor Produtivo. O partido aposta ainda em pré-candidatas a Deputadas Federais, como Selma da Criança, que tem forte atuação no campo social, Rivane Lucena do segmento evangélico e Sandra do Itapoã, que busca representar o DF na Câmara Federal.

Ascom, AGIR36

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui