Governo para ser reeleito no DF tem que ter a paixão do povo

Nas primeiras eleições democráticas para o GDF, o que reelegeu o Roriz foi a paixão

Quando Roriz chegava e fazia um discurso, ele se emocionava e contagiava o povo. Arrepios e lágrimas de emoção eram os sinais da alegria do povo com o seu governo.

Roriz sabia que o governo não podia remar só para um lado, senão ia ficar girando em torno de si próprio. “Definir prioridades, depois de ouvir o povo”, uma frase de Roriz que mexia com o coração humano.

Fazer sempre o bem, cuidar dos mais necessitados, não era uma frase fria, era uma frase motivada pela paixão de governar.

Obras? Tinha que ser o desejo do povo, tinha que gerar motivação em uma inauguração… Não pode ser fria… Cadê o povo? Tá morrendo sem saúde e com fome, desempregado e sem esperança… Reeleição? Primeiro, vamos cuidar do povo… O “15” não vai reeleger ninguém, senão tiver o espírito da bondade e sem egoísmo!

O governo que faz o bem, governa para sempre, assim diz o manual da vida, a Bíblia!

Assista o vídeo de uma homenagem a Roriz

 

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui