Dia do Trabalhador terá segurança reforçada na área central de Brasília

Por causa das manifestações populares programadas, trânsito também passará por alterações neste domingo (1º)

Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues

O Dia do Trabalhador, comemorado neste domingo (1º), será marcado por atos contra e a favor do governo e, para garantir a segurança da população, haverá um reforço do policiamento na área central de Brasília. Ao todo, estão previstas sete manifestações para o feriado em diferentes pontos da capital federal.

A atuação das forças de segurança seguirá protocolo elaborado preventivamente, com base em levantamentos de inteligência e pactuado entre o governo e organizadores das manifestações, além de alterações no trânsito.

A partir das 5h de domingo (30), será proibido o tráfego de veículos na Esplanada dos Ministérios | Foto: Arquivo Agência Brasília

“As forças de segurança estarão em toda a área central do DF para garantir a ordem pública e a tranquilidade para os frequentadores, garantindo que todos exerçam o livre direito à manifestação”, afirma o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

Os manifestantes pró-governo ficarão na Esplanada dos Ministérios. Cinco grupos foram cadastrados pelo Núcleo de Atividades Especiais (Nucae), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF), com concentração em pontos do Museu Nacional, na Avenida José Sarney, ligação entre as vias S1 e N1 e na Avenida das Bandeiras. Os monumentos e prédios públicos do local estarão fechados. Há previsão de gradis, o que proíbe o acesso ao Congresso Nacional e à Praça dos Três Poderes.

Manifestantes pró-governo ficarão na Esplanada dos Ministérios. Já os manifestantes com orientações contrárias ao governo terão um grupo concentrado no Eixão, próximo à 108 Norte, e outro no estacionamento da Funarte, no Eixo Monumental

Já os manifestantes com orientações contrárias ao governo terão um grupo concentrado no Eixão, próximo à 108 Norte, e outro no estacionamento da Funarte, ao lado da Torre de TV, no Eixo Monumental.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) vai realizar linhas de revistas pessoais próximas à Catedral (Buraco do Tatu), nas escadarias de acesso aos ministérios – que estarão abertas de forma intercalada -, nas proximidades da via W3 e das vias S1 e N1, nas proximidades dos Setores Hoteleiros Norte e Sul.

Veículos particulares não terão acesso à Esplanada e poderão utilizar os estacionamentos dos anexos dos ministérios, dos Setores Bancários Sul e Norte e dos Setores de Autarquias Sul e Norte. Por questões de segurança, conforme já vinha sendo adotado em outras manifestações do tipo, o acesso à Praça dos Três Poderes será restrito.

Será proibido acessar as manifestações portando objetos pontiagudos, garrafas de vidro, hastes de bandeiras e outros materiais que coloquem em risco a segurança de manifestantes e população (ver relação de itens abaixo). Também fica restrita a utilização de drones sem autorização no espaço aéreo da Esplanada.

Veja também:

 

Os eventos serão monitorados pelo Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), com apoio de equipes em campo, para direcionamento de ações e atuação mais rápida, se necessário. O centro reúne 29 órgãos, instituições e agências do Governo do Distrito Federal (GDF) voltadas para segurança, mobilidade, saúde, prestação de serviço público e fiscalização. Além de representantes do governo federal.

Trânsito

Em virtude das manifestações programadas para o dia 1° de maio na Esplanada dos Ministérios, o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) fará interdições no trânsito. A partir das 5h de domingo, será proibido o tráfego de veículos na Esplanada dos Ministérios.

O Eixo Monumental estará bloqueado na Via S1, desde a alça leste da Rodoviária do Plano Piloto até a Praça dos Três Poderes e na Via N1, desde o acesso pela Via L4 até a alça leste da Rodoviária. O fechamento das vias ocorrerá até o término das manifestações, previstas para as 18h.

Durante o período de bloqueio, a orientação é que os condutores utilizem como rotas alternativas as vias N2 e S2, mantendo a atenção redobrada para evitar acidentes. As equipes de fiscalização do Detran-DF, em ação conjunta com a PMDF, permanecerão na região durante todo o período das manifestações, sinalizando as vias e orientando os condutores e pedestres.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública do DF e Detran-DF

Rogério Cirino de Sá Ribeiro, goiano, 51 anos, casado, três filhos. Bacharel em Administração de Empresas pela UNIPLAC. Licenciado em História pela UPIS e MBA em Gestão de Projetos pela ESAD. Empresário do audiovisual desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui