O Plano B de Bolsonaro para o governo do Distrito Federal

Presidente Bolsonaro e as ex-ministras de sua vanguarda: Flávia Arruda e Damares Alves | Foto: Montagem das Redes Sociais

Após acertar alguns estados com o PL-PP-Republicanos, o DF pode ser uma das prioridades do Presidente

Em São Paulo, o ex-ministro da infraestrutura, Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP), no Rio Grande Sul, o ex-ministro do trabalho e previdência, o deputado federal Onix Lorenzoni (PL-RS), em Minas Gerais, o novo líder do governo, o senador Carlos Viana (PL-MG), assim segue a construção de futuros nomes de pré-candidatos a governadores de Bolsonaro (PL) em alguns principais estados.

No DF, o Presidente da República obteve 69,99% dos votos da capital, isso lhe dá o direito de ter suas preferências; se a ex-ministra da secretaria de governo, a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF), preferir concorrer ao Senado, o plano B está na mão, a ex-ministra da mulher, da família e dos direitos humanos, Damares Alves (Republicanos-DF), que já transferiu seu domicílio eleitoral para o Distrito Federal, assim como o vice presidente Hamilton Mourão (Republicanos-RS) transferiu para o Rio Grande do Sul para disputar ao Senado.

O presidente Bolsonaro já deixou claro que não vai apoiar governadores do “lockdown” e do “fique em casa”, agora, na semana passada, ampliou sua lista negra, incluiu também aqueles que não baixaram o imposto dos combustíveis, uma vez que o governo federal fez sua parte.

O chefe do Executivo, em sua live na última quinta (28), responsabilizou, mais uma vez, os governadores pela crise econômica no país, principalmente no aumento dos combustíveis e da energia elétrica.

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui