Após aprovação do teto dos combustíveis, Ibaneis congela R$ 500 milhões do orçamento

A medida vem logo após o Congresso Nacional aprovar a lei que definiu o teto de 17% no ICMS dos combustíveis

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, assinou, nesta quarta-feira (15), um decreto que contingencia R$ 500 milhões do orçamento da capital.

A medida vem logo após o Congresso Nacional aprovar a lei que definiu o teto de 17% no ICMS dos combustíveis.

Na prática, a decisão faz com que o valor, que seria repassado para diversos órgãos, seja congelado. Esse corte representa apenas a base do que o GDF pode enxugar, sendo que o máximo é de R$ 1,78 bilhões.

Caso algum órgão precise do valor, a unidade deverá entrar com um pedido de descontingenciamento, que será analisado pela Secretaria de Economia.

Com o teto imposto ao ICMS, as unidades da federação devem perder arrecadação e a medida adotada seria uma compensação, além da própria compensação oferecida pelo projeto, de que o governo federal poderá dar descontos em dívidas.

Fonte: Jornal de Brasília

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui