Deputados criticam sistema de proteção social do GDF

Eder Wen – Agência CLDF

O atendimento prestado pelo sistema de proteção social do Governo do Distrito Federal foi criticado durante sessão ordinária da Câmara Legislativa realizada na tarde desta quarta-feira (22). O deputado Chico Vigilante (PT), que há vários dias vem chamando a atenção para o tema, voltou a criticar as filas nos Centros de Referência de Atenção Social (CRAS).

“Não dá pra continuar assim, com pessoas famintas no frio da madrugada. Uma mãe de família me disse que chega ao CRAS durante a tarde para ver se consegue ser atendida no outro dia. Será que o governo não é capaz de cadastrar essas pessoas e acabar com as filas?” questionou Vigilante.

Leia também:

Portabilidade permite redução de até 50% nas parcelas do crédito consignado

Para a deputada Arlete Sampaio (PT), o governo exagera números para passar uma imagem de competência na área social. “A mensagem na TV é que o GDF tem o melhor sistema de proteção social do Brasil. Isso é propaganda enganosa. Não é verdade que 100 mil famílias recebem o Prato Cheio, já sabemos que são no máximo 40 mil famílias”, criticou.

O deputado Reginaldo Veras (PV) foi além. “O cartão Prato Cheio, destinado para pessoas em situação de fome, tem atendido gente rica. Mortos estão recebendo dinheiro, servidores públicos estão recebendo dinheiro, donos de lancha e jet-ski estão recebendo dinheiro. E o governo ainda coloca anúncios pela cidade dizendo que a principal obra dele é cuidar do povo” afirmou.

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui