STJ nega pedido de Arruda para suspender condenações

O ex-governador José Roberto Arruda — Foto: TV Globo/Reprodução

Com a decisão José Roberto Arruda continua inelegível para cargos públicos.

Por Hélio Rosa

Nesta quarta-feira (22), O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido do ex-governador José Roberto Arruda (PL) para suspender as condenações por improbidade administrativa. Com a decisão, os direitos políticos de Arruda continuam suspensos e ele não poderá concorrer a cargos nestas eleições.

A defesa do ex-governador do DF entrou com o pedido com base em modificações legais que “abrandariam” o tratamento a agentes públicos processados por improbidade. Porém o ministro Gurgel de Faria declarou não ter competência para conceder o pedido e julgou que quem deve analisar o caso é o Supremo Tribunal Fedeal – STF.

Leia também:

Portabilidade permite redução de até 50% nas parcelas do crédito consignado

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui