Após fuga em Mossoró, banhos de sol e visitas estão suspensas em presídios federais

Portaria determina nível de segurança 2 em penitenciárias do Brasil

Brasília – O diretor do Sistema Penitenciário Federal substituto, Renato Vaz, determinou a implementação do ‘nível 2’ de segurança nas cinco penitenciárias federais do Brasil: Catanduvas (PR), Brasília (DF), Porto Velho (RO), Campo Grande (MS) e Mossoró (RN), onde ocorreu a fuga de dois presos faccionados do Comando Vermelho na madrugada de quarta-feira (14).

A portaria, à qual a CNN teve acesso, estabelece a suspensão dos banhos de sol dos detentos, visitas sociais e de advogados, bem como todas as atividades de assistência educacional, laboral e religiosa, com exceção dos atendimentos emergenciais. A medida visa reforçar a segurança nos presídios federais.

BRASIL


 

Além disso, a portaria, publicada no fim da tarde de quarta-feira (14) e já em vigor, restringe o acesso às dependências das vivências, isolamento e inclusão, com o objetivo de evitar a circulação de pessoas. Na prática, ocorre um pente-fino nos presídios de segurança máxima entre quinta-feira (15) e sexta-feira (16), conforme informações de integrantes do Sistema Penitenciário Federal (SPF).

A medida da Diretoria do SPF, vinculada à Secretaria Nacional de Políticas Penais do Ministério da Justiça, foi tomada após a fuga inédita em um presídio de segurança máxima desde a criação do sistema, em 2006. Os fugitivos foram identificados como Rogério da Silva Mendonça, vulgo Querubim, Chapa, Cabeça de Martelo ou Martelo; e Deibson Cabral Nascimento, conhecido como Tatu, Deisinho ou Deicinho.

VARIEDADES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui