Com exclusão de ex-deputados CLDF economiza R$ 3,1 milhões com plano de saúde

Com exclusão de ex-deputados CLDF economiza R$ 3,1 milhões

A medida veio após a repercussão negativa e sofreu ação popular movida por advogado da cidade.

No início do ano um projeto de resolução que alterava do  Fundo de Saúde dos Deputados Distritais e Servidores da CLDF (Fascal) aprovado pela CLDF causou espanto na população ao prever vitaliciedade do plano de saúde da casa a ex-parlamentares .

Em maio o Advogado Marco Vicenzo entrou com ação popular contra a Resolução 40/ na 2ª Vara da Fazenda Pública do DF.

Na sua decisão o juiz Eduardo Branco Carnacchioni acatou a ação de Vicenzo e ainda estipulou multa de R$ 200 mil em caso de descumprimento: “ameaça séria de lesão ao patrimônio público”, disse o juiz ainda em sua sentença.

A Câmara então se adiantou e votou a exclusão dos ex-deputados do plano de saúde. O resultado foi evidenciado agora em auditoria que apontou superávit de R$ 3,160 milhões desde janeiro de 2019.

Hélio Rosa para o BSB TIMES.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui