Volta de Ibaneis é unânime entre opositores, apoiadores e juristas

Governador Ibaneis Rocha | Foto: Conectado ao Poder
Da Redação do Conectado ao Poder

Após os atos terroristas no dia 8 de janeiro que levaram à invasão dos prédios do Congresso, do Supremo Tribunal Federal e o Palácio do Planalto, o Ministro Alexandre de Moraes decretou o afastamento do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), por um prazo determinado de 90 dias.

A continuação do afastamento começa a ser questionada uma vez que não existem provas da ligação de Ibaneis com os atos terroristas ocorridos no dia 8 de janeiro. Celina Leão (PP), governadora em exercício, afirma que as condições são favoráveis para a volta de Ibaneis ao cargo: “A intervenção federal na segurança era um grande elemento que criava essa dificuldade. Com ela finalizada, acho que ele tem condições de argumentar uma situação de retorno”, opinou.

O deputado federal Júlio Cesar (Republicanos) defende que Ibaneis retorne ao exercício da função de governador, já que não existem provas e conexões de Ibaneis com os atos antidemocráticos: “Com o término da intervenção na segurança pública do DF, entendo ser o mais coerente a volta do Governador Ibaneis ao cargo, até mesmo porque a responsabilidade da segurança pública retornará para o Executivo local”, comentou através de uma postagem em suas redes sociais, e acrescenta: “Tenho a certeza que o povo do DF aguarda ansiosamente por esta volta”.

O retorno de Ibaneis não é defendido apenas pelos apoiadores, nomes importantes da oposição como o senador Izalci Lucas e o deputado federal Alberto Fraga também defendem a volta de Ibaneis.

No campo jurídico, o renomado advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida, conhecido como Kakay se manifestou tanto no afastamento, quanto nas buscas que Ibaneis sofreu. “É assim que se instala a arbitrariedade e o abuso contra o estado democrático de direito”, comentou sobre o mandado de busca e apreensão no escritório de advocacia do governador afastado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. Kakay ainda comenta sobre a busca e apreensão que também ocorreu na casa de Ibaneis: “Esta não é uma questão política, é de respeito aos direitos dos advogados, e dos que precisam se socorrer na advocacia. Na verdade, é um atentado à estabilidade democrática”, declarou em nota.

Outros nomes importantes se expressaram a favor da volta de Ibaneis, como Ivan Sartori, ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, entre outros.

Celina afirmou que não existe outra ameaça ou alerta no sistema de inteligência do DF para que atos da mesma magnitude voltem a acontecer, portanto o afastamento de Ibaneis não se faz mais necessário.

Governador Ibaneis Rocha | Foto: Conectado ao Poder

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui