Finalmente Moraes retira tornozeleira de morador de rua absolvido no 8/1

Geraldo Filipe da Silva foi absolvido de forma unânime por falta de provas.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou as medidas cautelares impostas a Geraldo Filipe da Silva, primeiro réu absolvido nas ações penais relacionadas ao 8 de janeiro. A decisão ocorreu em consequência direta da absolvição do réu, proferida em julgamento unânime no plenário virtual em 15 de março, onde os ministros concluíram pela falta de provas contra ele.

Geraldo, que havia sido preso em flagrante na Praça dos Três Poderes, em novembro de 2023, foi colocado em liberdade provisória com tornozeleira eletrônica. Agora, com a revogação das medidas cautelares, fica livre das restrições que incluíam apresentações semanais no fórum e o recolhimento noturno em casa.

A própria Procuradoria-Geral da República (PGR) recuou da denúncia ao final do processo, corroborando a decisão de absolvição. Em depoimento, Geraldo afirmou estar morando nas ruas há cerca de três meses e que se aproximou da Praça dos Três Poderes por curiosidade, após deixar um centro de assistência social na Asa Sul, sendo confundido com um “infiltrado” e agredido por manifestantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui