Juíza determina que filho de lula sai de casa e se afaste da ex

Natália Schincariol acusa Luís Cláudio (Lulinha) de agressão. Determinação judicial foi feita com base na Lei Maria da Penha

Após acusações de agressão verbal e psicológica, a Justiça de São Paulo determinou que Luís Cláudio Lula da Silva, filho caçula do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, se afaste de sua ex-companheira, a médica Natália Schincariol. Segundo a decisão judicial, Luís Cláudio deve manter uma distância mínima de 200 metros dela.

Natália registrou um boletim de ocorrência contra o ex-companheiro, alegando agressões físicas, verbais, psicológicas e morais. Ela afirmou que as agressões se intensificaram, levando ao término do relacionamento. A vítima relatou ter sido agredida com uma cotovelada na barriga durante uma briga em janeiro deste ano.

Além das agressões, Natália afirmou ter sido ameaçada e manipulada para não denunciar as agressões, sob a alegação de que o agressor é filho do presidente. As investigações sobre o caso estão sendo conduzidas pela 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

A juíza Joanna Palmieri Abdallah, do Foro da Casa da Mulher Brasileira, determinou diversas medidas protetivas, incluindo a proibição de Luís Cláudio se aproximar da vítima, frequentar locais frequentados por ela e estabelecer qualquer forma de contato. A defesa de Luís Cláudio negou as acusações e afirmou que tomará medidas legais contra Natália.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui