Chuva volta a cair forte em Porto Alegre

Imgaem: Pedro Piegas

Áreas baixas da cidade voltam a alagar

Porto Alegre registrou o maio mais chuvoso de sua história, superando o recorde de 1941, devido aos intensos temporais que atingiram a região. Com as fortes chuvas, a capital gaúcha acumulou 417 mm de precipitação, ultrapassando os 405 mm registrados há mais de 80 anos.

Na última quarta-feira (22), as chuvas fortes começaram no sul do Rio Grande do Sul e se espalharam pelo estado na quinta-feira (23). Porto Alegre foi especialmente atingida, com volumes de chuva chegando a 108 mm em apenas um dia, causando alagamentos severos em diversas partes da cidade.

Os efeitos dos temporais foram sentidos em áreas importantes da cidade. O aeroporto Salgado Filho, a avenida Ipiranga e o estádio Beira-Rio ficaram inundados. Na zona norte, a avenida Assis Brasil foi bloqueada, e a via perto da Fiergs foi paralisada devido ao acúmulo de água.

Os alagamentos também impactaram o trânsito, especialmente no corredor humanitário, uma via emergencial que liga a avenida Castelo Branco à elevada da Conceição. Avenidas como a Érico Veríssimo e a Beira Rio foram totalmente bloqueadas pelo acúmulo de água.

Na zona norte, a situação foi crítica com o desmoronamento de parte da avenida Sarandi, no bairro Ecoville, devido à erosão causada pelo Arroio Sarandi. A Brigada Militar isolou a área por risco de novos desmoronamentos.

A previsão indica que os temporais continuarão nesta sexta-feira (24), mantendo a população em alerta e as autoridades trabalhando para minimizar os danos e garantir a segurança dos moradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui