Reino Unido Proíbe Ensino de Identidade de Gênero nas Escolas

Crianças menores de 9 anos também não terão aulas de educação sexual, anuncia governo

O governo do Reino Unido anunciou novas regras para o setor educacional, proibindo o ensino de identidade de gênero nas escolas. As diretrizes, divulgadas pelo Ministério da Educação, também vetam aulas de educação sexual para crianças menores de nove anos.

Ao anunciar as mudanças, o primeiro-ministro Rishi Sunak afirmou que as novas orientações têm como objetivo garantir que as crianças não sejam “expostas a conteúdos perturbadores”. Segundo o governo, houve diversos relatos de “materiais perturbadores sendo usados nas aulas de Educação sobre Relacionamento, Sexo e Saúde” em escolas.

A proibição é aplicável às escolas da Inglaterra, mas não necessariamente às da Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales, que possuem autonomia em várias áreas, incluindo educação. A nova regra estipula que “a contestada teoria da identidade de gênero não será ensinada nas escolas”. No ensino secundário, os alunos aprenderão sobre características legalmente protegidas, como orientação sexual e mudança de gênero, mas não sobre o conceito de identidade de gênero.

Caso os estudantes perguntem sobre identidade de gênero, a orientação do governo é que os professores respondam que este é “um assunto contestado” e mudem de tópico. A ministra da Educação, Gillian Keegan, afirmou que as novas diretrizes visam impedir a propagação da “ideologia de gênero” que “ignora o sexo biológico” em algumas escolas. “O sexo biológico é a base do relacionamento, do sexo e da educação para a saúde – e não essas opiniões contestadas”, disse Keegan.

Entidades de professores criticaram a medida, alegando à mídia britânica que não há evidências de que discussões sobre identidade de gênero sejam um problema generalizado nas escolas do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui